O FC Porto foi impotente para se opor à classe do Liverpool, enquanto o Manchester City caiu surpreendentemente perante o Tottenham num jogo louco, com sete golos, nos 'quartos' da Liga dos Campeões de futebol.

A equipa de Sérgio Conceição até protagonizou uma entrada forte no jogo, a pressionar alto, a forçar o Liverpool a jogar com as linhas mais recuadas e a colocar-lhe manifestas dificuldades na primeira fase de construção de jogo, mas no primeiro remate enquadrado à baliza de Casillas, aos 26 minutos, Sadio Mané 'matou' a eliminatória e as aspirações do campeão português.

O FC Porto, que até aí tinha tido duas boas oportunidades por Marega para fazer o 1-0 a culminar uns bons primeiros 20 minutos, o qual deixaria a eliminatória em aberto, estava obrigado a partir daí a marcar quatro golos ao Liverpool.

O que fez a diferença, acima de tudo, foi a superior qualidade individual dos jogadores do Liverpool, que marcaram quatro golos em cinco remates enquadrados com a baliza de Casillas, enquanto o FC Porto fez oito remates enquadrados e marcou uma vez.

O Tottenham afastou o Manchester City das meias-finais de 'Champions', num jogo eletrizante, com oportunidades de golo nas duas áreas e grandes executantes de parte a parte, em que a diferença acabou por ser feita no detalhe que se traduziu na maior eficácia dos 'spurs' na finalização.

O City anulou a vantagem que o Tottenham trazia da primeira mão logo aos 04 minutos, por Raheem Sterling, mas o sul-coreano Son Heung-Min deu a volta ao resultado com dois golos, aos 07 e 10 minutos, com o português Bernardo Silva a fazer o 2-2 um minuto volvido, aos 11.

Sterling recolocou o City na frente do marcador, aos 21 minutos, com os 'citizens' a ficar a apenas um golo de ficar em vantagem na eliminatória, que acabou por surgir na segunda parte, aos 59, pelo argentino Sergio Aguero, a culminar enorme jogada coletiva, com um 'passe de morte' do belga Kevin De Bruyne.

O Tottenham tinha meia hora para marcar um golo e não sofrer nenhum se quisesse 'carimbar o passaporte' para as 'meias' e fê-lo mesmo, aos 73 minutos, pelo espanhol Fernando Llorente.

Já nos descontos, o City marcou um golo que lhe daria o apuramento, muito festejado por Pep Guardiola, mas o videoárbitro acabou por invalidar o golo de Sterling, por fora de jogo.

Nas meias-finais, o Liverpool vai jogar com o FC Barcelona, enquanto o Tottenham defronta o Ajax.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.