Declarações de Jorge Jesus na zona de entrevistas rápidas, logo após a derrota do Benfica ante o PAOK.

Análise ao jogo: "Sentia que podíamos ir longe. Na primeira parte criámos muitas oportunidades de golo, o PAOK não fez praticamente qualquer remate à nossa baliza. Na segunda parte já dividimos o jogo, deixamos o PAOK sair com mais facilidade para o contra-ataque, eles tem um miúdo muito agressivo [Giannoulis] no um contra um e em duas diagonais fizeram dois golos mataram-nos em termos de resultado."

O que correu mal? "Mostramos muita qualidade ofensiva, com a criação de muitas oportunidades. Não conseguimos fazer tantos golos com as oportunidades que criamos, o guarda-redes do POAK também tem mérito. Mas temos valor para continuar a nossa caminhada que sabíamos que ia começar com jogos muito complicados se passássemos, com jogo na Rússia. Agora é preparar para sexta-feira com o Famalicão. Agora vamos avaliar o que fizemos de menos bem. Tiramos muitas notas positivas, as negativas são o resultado e a equipa não estar tão forte defensivamente como eu quero".

Passo atrás nas ambições europeias do Benfica? "Não é um passo atrás porque saímos da Champions, era um sonho chegar longe, sabendo que é uma prova onde não estamos preparados para sermos favoritos a vencer. Nesta prova éramos uma equipa que podia fazer coisas interessantes, não conseguimos. O resultado é uma desilusão mas não a exibição. No futebol os melhores são os que marcam mais golos e sofrem menos".

Ainda há muito trabalho a fazer? "Temos muito trabalho pela frente, estávamos convencidos que as cinco semanas de trabalho serviriam para passar. Somos melhores que o PAOK mas não o demonstrámos com o resultado".

O Benfica perdeu, esta terça-feira, com os gregos do PAOK Salónica, de Abel Ferreira, por 2-1, e ficou afastado da edição de 2020/21 da Liga dos Campeões de futebol.

Numa terceira pré-eliminatória disputada a apenas uma só mão devido à pandemia covid-19, os 'encarnados' viram-se a perder por 2-0 devido aos golos anotados na segunda parte por Verthongen, aos 63 minutos, na própria baliza, e Andrija Zivkovic, aos 75, ex-jogador do Benfica, de nada valendo o tento apontado por Rafa, aos 90+4.

Com esta eliminação, o Benfica é relegado para a fase de grupos da Liga Europa, na qual já está o Sporting de Braga, enquanto a formação orientada por Abel Ferreira vai medir forças com os russos do Krasnodar no 'play-off' de acesso à 'champions', este já a duas mãos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.