Na noite desta quarta-feira, Luís Filipe Vieira assumiu que a derrota do Benfica frente ao Zenit não era o resultado que os campeões nacionais procuravam. Em declarações aos jornalistas em São Petersburgo, o líder 'encarnado' pediu união para dar a volta a situação na prova milionária.

A reação de Rui Gomes da Silva, que já garantiu que se vai candidatar nas próximas eleições, não se fez esperar.

"Os sócios estão tristes, não estão envergonhados", começou por dizer o antigo vice-presidente do Benfica em declarações à Antena 1, acrescentando que "os adeptos estão muito tristes, muito revoltados, e acham que isto não pode continuar. Mas quem tem que estar envergonhado é a direção, o presidente e a SAD pelas opções tomadas."

O Benfica sofreu, esta quarta-feira, a segunda derrota em dois jogos no Grupo F da Liga dos Campeões em futebol, ao perder por 3-1 com o Zenit, em encontro disputado em São Petersburgo. Dzyuba, aos 22 minutos, Rúben Dias, aos 70, na própria baliza, e o iraniano Azmoun, aos 78, apontaram os tentos dos campeões russos, enquanto, aos 85, o espanhol Raúl de Tomás estreou-se, finalmente, a marcar pelos ‘encarnados’.

Na classificação, o Zenit e o Lyon, que venceu por 2-0 em Leipzig, partilham a liderança, com quatro pontos, contra três dos alemães e nenhum do ‘onze’ de Bruno Lage.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.