O FC Porto perdeu, esta quarta-feira, com o Liverpool por 4-1, em jogo da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, disputado no Estádio do Dragão. Os ingleses marcaram primeiro com um golo atabalhoado de Sadio Mané, Salah aumentou a vantagem e Éder Militão ainda reduziu para a equipa da casa, mas sem efeito decisivo para o rumo da eliminatória. Firmino e Virgil van Dijk fecharam o marcador para o emblema inglês.

Depois de ter perdido por 2-0 na primeira mão, em Liverpool, o FC Porto procurava dar a volta à eliminatória perante os seus adeptos perante uma plateia com quase 50 mil adeptos - 2700 deles ingleses.

O treinador Sérgio Conceição apostou na melhor equipa do FC Porto, como seria de esperar, colocando Brahimi desde o início. Pepe e Herrera, que cumpriram castigo na primeira mão, voltaram ao onze, assim como Corona, que está recuperado. Soares entrou na segunda parte. Já do lado do Liverpool, destaque para Firmino, que não foi titular, tendo entrado na segunda parte.

O Liverpool marcou por volta da meia hora de jogo, num lance com alguma confusão na área portista. Salah atirou cruzado e Mané surgiu a empurrar para a baliza portista. O árbitro holandês, Danny Makkelie, após ouvir o VAR, atribui o golo aos ingleses perante a contestação dos jogadores portistas.

A equipa inglesa, atual líder da Premier League, foi para o intervalo em vantagem, embora o FC Porto tenha dominado a primeira parte. Os Dragões fizeram 15 remates contra dois (6-1 à baliza) e com mais posse de bola (56%-44%).

Na segunda parte, já com Soares em campo, o Liverpool aumentaria a vantagem no marcador. Alexander-Arnold fez um passe a rasgar para Salah, o defesa Felipe não chegou ao egípcio que, isolado, bateu Casillas com toda a calma e classe.

Três minutos, aos 68’, o FC Porto reduziu a desvantagem. Após um pontapé de canto marcado por Alex Telles, Éder Militão apareceu rompante de cabeça e bateu o guarda-redes Becker. Sabendo que a eliminatória estava perdida, os adeptos portista cantaram e aplaudiram em uníssono no apoio à equipa.

Aos 77 minutos, Henderson avançou pela direita e cruzou para a cabeça de Firmino que, entre os centrais portistas, fez o 3-1 e, minutos depois, Virgil van Dijk fechou as contas num agregado de 6-1.

Nas meias-finais, o Liverpool vai defrontar o FC Barcelona, que afastou o Manchester United. A outra meia-final será disputada entre o Ajax e o Tottenham.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.