É um dos casos insólitos à volta do dramático apuramento do Tottenham para as meias-finais da Liga dos Campeões. Depois da vitória por 1-0 no seu novo estádio, os 'spurs' valeram do critério dos golos marcados fora para se apurarem, depois de derrotados por 4-3 pelo Manchester City no Ethiad.

Além dos sete golos, cinco deles marcados nos primeiros 22 minutos de jogo, este foi um jogo impróprio para cardíacos. Mas nem todos viveram as emoções do encontro ao mesmo tempo.

Moussa Sissoko, jogador do Tottenham, teve de abandonar o encontro a meio, devido a lesão. Ficou no banco de suplentes a ver a partida mas quando Sterling fez o 5-3 aos 93 minutos (anulado depois pelo VAR, por fora-de-jogo de Aguero), assistiu a explosão de alegria dos adeptos, jogadores e técnicos do City e a frustração dos 'Spurs'. Tanto que abandonou o banco e foi sofrer para o balneário, convicto que tudo estava acabado para o Tottenham.

"Estava no banco quando vi o golo que deu o 5-3. Estava tão chateado que fui logo para o balneário. Eu estava sozinho, ninguém me acompanhou, não havia televisões a transmitir o jogo lá dentro. Na minha cabeça tínhamos sido eliminados. Depois, um dos membros da equipa entrou e disse-me: 'incrível, conseguimos'. Ao que respondi: 'o quê?' Ele explicou-me que o último golo tinha sido invalidado! Vesti a camisola, esqueci-me da minha lesão e corri lá para fora, para celebrar com os meus companheiros esse momento histórico. Foi um momento incrível", contou o médio francês ao jornal 'L´Equipe'.

O Tottenham apurou-se para as meias-finais da Liga dos Campeões, mesmo depois de ter sido derrotado em casa do Manchester City (4-3), beneficiando dos golos marcados fora para afastar a formação de Guardiola.

O Manchester City adiantou-se no marcador logo aos quatro minutos, por intermédio de Raheem Sterling - que empatou a eliminatória, já que o Tottenham tinha vencido há uma semana os 'citizens' por 1-0. Mas a resposta do Tottenham não se fez esperar e o coreano Son Heung-Min marcou aos sete e aos 10 minutos, colocando os comandados de Mauricio Pochettino em vantagem.

Mas apenas um minuto depois Bernardo Silva marcou para os da casa e Sterling bisou aos 21 minutos, fixando o 3-2 que se registava ao intervalo.

Na segunda parte, Sergio Aguero fez o 4-2 para o City (59 minutos), mas o espanhol Llorente marcou aos 73 minutos o golo que deu o apuramento à formação de Londres, que nas meias-finais vai encarar o Ajax.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.