Depois do triunfo na Luz, o Benfica desloca-se esta terça-feira ao reduto do Lyon, para a quarta jornada da Liga dos Campeões. Na antevisão à partida, Bruno Lage admitiu esperar um jogo semelhante àquele que os 'encarnados' venceram por 2-1, e reconhece que a equipa, que já averbou duas derrotas na fase de grupos, não pode voltar a falhar.

Espera um jogo diferente daquele que se viu na Luz?: "Espero um jogo semelhante. É verdade que se passaram alguns dias. Espero ligeiras alterações no adversário. Na sua organização geral poderão surgir em 4-3-3 ou 4-4-2. Espero jogo competitivo, como todos os do grupo, que é equilibrado. Temos de mostrar a força do coletivo com e sem bola para vencer. É o objetivo, ambição e exigência."

Que Lyon espera esta terça-feira: "Olhava para o último jogo, foi muito interessante. Com bola atirámo-nos para a frente e tivemos uma entrada boa no jogo. Tivemos excelente primeira parte até à saída do Rafa, na segunda parte momentos bons e outros nem tanto, eles estiveram muito fortes na segunda. Colocam muita gente no meio-campo ofensivo, com dois avançados, dois alas, um médio que salta linhas, laterais que sobem... Quer uma equipa quer outra independentemente do sistema e da ideia de jogo procuram o golo. Ainda estamos a 24 horas do jogo e passaram 48 do ultimo. Temos situações para avaliar. Os jogadores estão preparados para a nossa estratégia para o jogo."

Que dupla de ataque vai escolher? "Ainda estamos a 48 do último jogo e temos muitas situações para avaliar. Os jogadores da frente estão preparados para a nossa estratégia."

Mexidas no onze: "Vou dar a equipa... Não é bem o termo que mais gosto. Tivemos de fazer alterações porque em todos os jogos temos perdido jogadores por lesão. Foi Gabriel, Tino, entre outros. O André também. À direita começou o Nuno Tavares, depois o Tomás e agora o André Almeida. Porque é que o Grimaldo jogou com o Cova da Piedade? Porque estava vinte dias sem competição, não teve seleção. Não lhes podemos tirar o jogo. O Grimaldo tinha de ter ritmo de jogo. Certo é que todos têm de ter rendimento e depois é fazer a avaliação. Rendimento e estratégia contam muito."

Proibido falhar?: "Sim. Numa competição tão curta quem perde os dois primeiros jogos não tem possibilidade de perder mais pontos. Temos essa ambição. Não nos vamos esconder do objetivo, queremos fazer uma Liga dos Campeões à imagem do historial do clube. Vamos fazer de tudo para vencer."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.