O Barcelona inicia nesta terça-feira em Dortmund contra o Borussia a missão de levantar novamente a taça da Liga dos Campeões, um título que vem escapando cruelmente de Messi e companhia desde 2015.

"Obviamente que adoraria ganhar a Champions, porque há muito tempo não vencemos e acho que devemos voltar a ganhar a Champions como clube. E a nível pessoal eu também gostaria de ganhar outra", alertou Messi em entrevista ao diário catalão Sport.

Messi, que ainda não estreou na temporada devido a uma lesão no gémeo direito, recebeu nesta segunda-feira o aval médico para voltar e poderá entrar campo nesta terça-feira na Alemanha.

O astro argentino completou o seu primeiro treino com o plantel no domingo e repetiu a dose nesta segunda-feira, mas ainda não sabe se será titular ou ficará no banco contra o Borussia.

"O que queremos é que ele volte, mas principalmente que volte bem", dizia na sexta-feira Valverde.

Quem deve estar no onze titular catalão é o atacante uruguaio Luis Suárez, que mostrou toda a sua categoria no regresso após lesão no último fim de semana.

A sensação Ansu Fati

Suárez precisou de apenas meia-hora em campo para anotar dois golos no sábado na goleada por 5-2 sobre o Valencia.

A dúvida no Barcelona é se Valverde terá a ousadia de colocar na Champions ao lado de Suárez e Antoine Griezmann o jovem Ansu Fati, sensação dos catalães neste início de temporada e que aos 16 anos faz a claque sonhar.

Formado nas camadas jovens do Barcelona, Fati abriu o marcador no sábado e depois deu a assistência para o segundo golo. Mas Valverde pede calma com a nova jóia.

Integrado num complicado grupo F da Champions, ao lado da Inter de Milão e do Slavia Praga, além do Borussia, o Barcelona sente as exigências da claque de voltar a conquistar a 'Orelhuda', especialmente após as últimas eliminações humilhantes na competição.

Em abril de 2018, a Roma eliminou o Barça nas quartas de final após virar um 4-1 adverso no primeiro jogo. Na temporada passada, os espanhóis desperdiçaram uma vantagem de três golos sobre o Liverpool nas meias-finais (3-0, 0-4).

'Saber sofrer'

O Barcelona inicia agora uma nova temporada europeia à procura de deixar para trás esses fracassos e começa uma nova campanha diante do Borussia, atual vice-líder da Bundesliga.

O Dortmund chega ao duelo contra o gigante catalão empolgado pela goleada por 4-0 sobre o Bayer Leverkusen.

"A partida de sábado deu-nos confiança", garantiu nesta segunda-feira o capitão do Borussia, o médio Marco Reus, que já adiantou que será preciso "saber sofrer na defesa e ser valente no ataque" diante do Barcelona.

Reus é umas das principais armas ofensivas da equipa alemã ao lado do espanhol Paco Alcácer, ex-Barcelona e que se tornou um dos artilheiros do campeonato alemão.

"Temos que tentar jogar para cima, mas também defender bem, algo que será muito importante", analisou o técnico do Borussia, Lucien Favre.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.