As cidades do Porto e de Guimarães vão acolher a 'final four' da Liga das Nações, que se realiza entre os dias 5 e 9 de junho de 2019. A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) escolheu dois estádios do Norte do país, numa opção que apoia a descentralização, para acolherem Portugal, Inglaterra, Suíça e Holanda.

Se excluirmos o Euro 2004, há 17 anos que o Norte de Portugal não recebe uma grande seleção de futebol para um jogo oficial. Em toda a história, tal só aconteceu três vezes, duas delas com a Holanda e uma com a Itália.

A última vez que o Norte pôde ver a Seleção Nacional defrontar uma das grandes equipas mundiais em jogos oficiais foi em 2002, frente à 'Laranja Mecânica', no Estádio das Antas, num jogo a contar para a qualificação do Mundial desse ano (2-2).

De referir que a Liga das Nações é apenas a segunda grande organização de uma prova futebolística exclusivamente a norte. A outra foi o Europeu de sub-21, em 2006.

Estádio do Dragão (Porto)

Com capacidade para cerca de 50.000 pessoas e construído na zona oriental da cidade do Porto, algumas centenas de metros abaixo do antigo Estádio das Antas, o recinto projetado pelo arquiteto Manuel Salgado foi inaugurado em novembro de 2003, num jogo particular com o Barcelona, que os portistas venceram por 2-0.

Essa partida marcou também a estreia na equipa espanhola de um dos melhores jogadores da atualidade, o argentino Leonel Messi, então com apenas 16 anos.

Funcional e versátil, o estádio tem a classificação de cinco estelas da FIFA e já ganhou diversos prémios, tendo acolhido o jogo inaugural do Euro2004 entre Portugal e a Grécia, com vitória para os helénicos (2-1), triunfo que repetiriam na final, no Estádio da Luz (1-0).

Nesse campeonato da Europa organizado por Portugal, o Estádio do Dragão recebeu mais quatro jogos: Itália - Suécia, Alemanha - Holanda, ambos da fase de grupos, República Checa - Dinamarca, dos quartos-de-final, e Grécia - República Checa, numa meia-final.

Estádio D. Afonso Henriques (Guimarães)

O Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, já funciona desde 1965, adquiriu a configuração atual aquando do Euro2004 de futebol, e vai receber, em junho, a fase final da Liga das Nações.

Situado a um quilómetro do centro histórico vimaranense, o recinto foi inaugurado como Estádio Municipal de Guimarães em 03 de janeiro de 1965, num jogo em que o Vitória de Guimarães derrotou o Belenenses (2-1), para a I divisão portuguesa.

Casa do emblema vimaranense desde então, a infraestrutura sofreu alterações, quer para o Mundial de sub-20 que Portugal organizou, em 1991, quer para o Euro2004, altura em que passou a ter configuração atual graças a uma requalificação que custou 27,3 milhões de euros.

A versão atual do estádio foi inaugurada em 25 de julho de 2003, quando o Vitória bateu os alemães do Kaiserslautern (4-1), num jogo particular, e recebeu, no Europeu, dois jogos do Grupo C: o empate entre a Dinamarca e a Itália (0-0) e o triunfo da Itália sobre a Bulgária (2-1).

A infraestrutura esteve na posse da Câmara Municipal até 1989, ano em que o Vitória passou a ser o proprietário. Os sócios do clube aprovaram a designação Estádio D. Afonso Henriques em 1995.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.