Horas antes do encontro entre Portugal e Holanda, as duas seleções que chegaram à final da primeira edição da final four da Liga das Nações, o SAPO Desporto esteve à conversa com alguns adeptos lusos presentes nas imediações do Estádio do Dragão para saber qual é a opinião da nova prova de seleções da UEFA.

“Fiquei surpreendido com o impacto desta Liga das Nações em Portugal. É uma prova desconhecida, ninguém conhece e mesmo assim veio muito gente ao nosso país. Está muito bem organizada e é bom ver os adeptos de outros países satisfeitos”, disse Miguel Vasconcelos, 32 anos, residente em Braga.

“Gosto de futebol e tive também a oportunidade de ir a Guimarães [ver o Holanda 3-1 Inglaterra] e gostei bastante de ver as ruas cheias de turistas. Foi um grande espetáculo”, acrescentou.

A mesma opinião tem Clara Fernandes, 47 anos, de Valongo, que veio com os filhos de 13 e 18 ao Estádio do Dragão. Porém, caso Portugal vença a primeira edição da Liga das Nações, não será razão suficiente para celebrar nas ruas do Porto.

“A seleção une os portugueses mas pelo facto de ser uma prova nova, ainda não saber bem o que se ganha com isto, acredito que as pessoas saiam do estádio e vão para casa. Contentes, é claro, mas sem grandes euforias”.

Quanto ao adversário de mais logo, Ruben Oliveira, 16 anos, diz que Portugal “tem mais hipóteses do que a Holanda”.

“Estamos a jogar em casa, temos uma equipa melhor e o Ronaldo vai ‘dar cabo’ deles lá na frente. Acho que vamos ganhar 2-0”, diz o jovem do Porto.

Jorge Gouveia, 58 anos, fala efusivamente do jogo entre estas duas seleções no Euro2004, quando Maniche e Cristiano Ronaldo fizeram os dois golos da equipa das quinas em Alvalade.

“Foi um jogaço e ainda contamos com o Cristiano. Na altura, bem jovem, conseguiu conduzir a equipa ao triunfo. Hoje, tenho a certeza que irá mostrar todo o seu talento - já o demonstrou no jogo com a Suíça - e dar uma alegria aos adeptos”.

Portugal procura conquistar a primeira edição da Liga das Nações de futebol na final frente à Holanda, num encontro em que joga em casa, no Porto, e teve direito a mais um dia de descanso.

A final está agendada para as 19:45 e vai ter arbitragem do espanhol Undiano Mallenco.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.