O argentino Lionel Messi marcou hoje três golos na goleada do líder FC Barcelona ao Maiorca, por 5-2, na 16.ª jornada da liga espanhola de futebol, celebrando da melhor maneira a conquista da sexta Bola de Ouro.

Num jogo com sete golos e muitas mais oportunidades, negadas por várias defesas de Ter Stegen, pelos catalães, e Reina, pelos maiorquinos, Messi começou por receber a Bola de Ouro antes do apito inicial e arrancou depois para uma exibição ‘de gala’.

O craque argentino passou a deter 35 hat-trick na La Liga contra os 34 de Cristiano Ronaldo.

Antes, aos sete minutos, foi o francês Griezmann a apontar o primeiro golo, a passe do guardião alemão, antes de assistir o argentino para o seu primeiro da noite, num grande remate de fora da área.

Aos 35, Budimir reduziu o marcador e deu esperança aos forasteiros, mas Messi, a passe de Rakitic, voltou a ‘faturar’, seis minutos depois, antes da ‘obra de arte’ do uruguaio Luis Suárez, que marcou de calcanhar, aos 43, a passe do holandês De Jong.

No segundo tempo, Budimir ‘bisou’ para o Maiorca, que hoje sofreu a terceira derrota seguida e é 17.º colocado, antes de Messi consumar o ‘hat-trick’, aos 83, isolando-se no topo da lista de melhores marcadores, com 12 golos.

Com este resultado, os ‘culés’ seguem no topo da tabela, com 34 pontos, os mesmos do rival Real Madrid, que hoje começou o dia ao bater o Espanyol por 2-0, no Santiago Bernabéu, enquanto o Maiorca está apenas um ponto acima da ‘linha de água’.

Antes, o Valência venceu o dérbi da Comunidade Valenciana, na deslocação ao reduto do Levante, com Thierry Correia, nos visitantes, e Hernâni, na equipa da casa, a não saírem do banco.

Um ‘bis’ de Roger adiantou a equipa da casa, aos 11 e 20 minutos, mas o mesmo jogador fez o 2-1, com um autogolo aos 45+3, antes de novo ‘bis’, desta vez do francês Gameiro, para o Valência, em apenas dois minutos (57 e 59).

Aos 74, Falcón foi expulso por acumulação de amarelos, quatro minutos antes de Coke ser substituído após uma bola rematada por Rochina lhe acertar na cara, levando o médio a ser transportado para o hospital para ser observado.

Ferrán Torres, a dois minutos dos 90, confirmou o triunfo que deixa os ‘che’ no sétimo lugar provisório, tendo igualado o Atlético de Madrid, com 26 pontos, enquanto o Levante é 11.º, com 20.

Com Rui Silva e Domingos Duarte totalistas, o Granada bateu em casa o Alavés, 15.º classificado, por 3-0, num jogo em que os forasteiros viram dois jogadores serem expulsos, consolidando o nono lugar, com 24 pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.