O Atlético de Madrid qualificou de “uma lenda do clube e do futebol espanhol” o avançado Fernando Torres, que hoje anunciou o fim da carreira profissional futebolista, aos 35 anos.

“Vimo-lo crescer desde 1995, quando ingressou na academia do nosso clube, com 11 anos. Vibrámos quando, em maio de 2001, se estreou na equipa principal, com o Vicente Calderón cheio”, escreveu o clube espanhol no site oficial na Internet.

O clube madrileno lembra o dia 29 de junho de 2008 quando Fernando Torres “emocionou todo um país, dando à Espanha o segundo título de campeã europeia da sua história”, ao apontar o golo que deu a vitória por 1-0 na final, frente à Alemanha.

“Sentimo-nos absolutamente orgulhosos e agradecidos pela tua trajetória”, refere o clube, recordando o dia do adeus de “El niño” ao Atlético Madrid, em 20 de maio de 2018, “quando no Wanda Metropolitano ‘bisou’ frente ao Eibar”, poucos dias depois de ter ajudado o clube a conquistar a sua terceira Liga Europa.

O clube garante estar “orgulhoso e grato” a Fernando Torres, que entre 2000 e 2007 e depois entre 2015 e 2018, representou a sua equipa principal, disputando no total 404 jogos com a camisola do Atlético de Madrid.

O guarda-redes do FC Porto Iker Casillas, companheiro da Torres na seleção que alcançou os títulos europeus de 2008 e 2012 e o Mundial de 2010, deixou uma mensagem ao avançado, que atualmente representava os japoneses do Sagan Tosu.

“Obrigado Torres por todos os momentos que passámos juntos. Sente-te orgulhoso por tudo o que deste ao futebol. Boa sorte para esta nova etapa”, escreveu o guardião, na rede social Twitter.

Também a Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE) destacou a “trajetória impecável” do avançado, que definiu de “um exemplo para todos, como futebolista e como homem”.

Fernando Torres anunciou hoje o fim da sua carreira de futebolista profissional, aos 35 anos, num vídeo divulgado na rede social Twitter.

“Chegou o momento de colocar um ponto final na minha carreira”, afirmou Fernando Torres, que desde julho de 2018 representa os japoneses do Sagan Tosu.

O internacional espanhol, que ao longo de 18 anos de carreira representou, além do clube japonês, Atlético Madrid, Liverpool, AC Milan e Chelsea, remeteu mais explicações para uma conferência de imprensa, agendada para domingo.

Fernando Torres tinha contrato com o clube nipónico, atual último classificado da liga japonesa, até dezembro deste ano, com opção de renovar por mais uma temporada.

Nascido em Fuenlabrada, nos arredores de Madrid, Fernando Torres ingressou na formação do Atlético Madrid na temporada 1994/95, chegou à equipa principal em 2001 e estreou-se na seleção em 2003, somando 110 internacionalizações e 38 golos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.