O Real Madrid oficializou na segunda-feira a rescisão de contrato com Julen Lopetegui, um dia após a goleada por 5-1 sofrida no estádio do Barcelona. Em comunicado, o clube 'merengue' deixa antever que o técnico espanhol não estava a tirar o máximo dos jogadores.

"A direção entende que existe uma grande desproporção entre a qualidade do plantel - com oito jogadores nomeados à Bola de Ouro, algo sem precedentes na história do clube - e os resultados obtidos até ao momento", escreveu o Real Madrid.

Em declarações à rádio Cadena SER, Juanjo Maqueda, antigo jogador dos 'merengues' e cunhado de Lopetegui, saiu em defesa do treinador.

"Senti vergonha de ser madridista ao ler o comunicado. Dizem que têm oito jogadores nomeados para Bola de Ouro, dos quais nenhum ganhará, ainda que Modric tenha alguma possibilidade. E ainda têm a capacidade de largar alguém que ganhou cinco vezes a Bola de Ouro... Podes dizer que demites o treinador porque os resultados não são bons ou por outras razões, mas escrever isto... Como adepto do Real Madrid e como alguém que esteve muito tempo naquela casa esta situação entristece-me", defendeu Maqueda, que jogou no emblema madridista entre 1990 e 1993.

"O Julen manteve o respeito e uma postura tremenda até ao último momento, mas a direção e o clube fizeram tudo ao contrário", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.