Víctor Valdés está a causar impacto nos escalões de formação do Barcelona. O antigo guarda-redes dos catalães é treinador dos juvenis dos 'blaugrana' e, este domingo, resolveu tomar uma decisão drástica: retirar a sua equipa de campo, por sentir que a integridade física dos seus jogadores não estava assegurada.

Tudo acontece durante o Youth Otten Cup, que se realiza em Eindhoven, Holanda. O Barcelona perdeu com o Inter Milão por 2-1 nas meias-finais e deveria disputar o jogo dos terceiro e quarto lugares com os ingleses do Everton, que tinham perdido com o PSV Eindhoven.

Num comunicado publicado nas redes sociais, os 'blaugrana' justificaram a opção do seu treinador.

"O Barcelona não disputou o terceiro e quarto lugar da Otten Cup pelo elevado número de jogadores lesionados devido à intensidade do torneio, que tornou impossível apresentar uma equipa sem colocar em risco a saúde dos desportistas", pode-se ler.

Também Valdés pronunciou-se sobre a decisão. Em comunicado, o treinador acusou a organização de não dar o tempo de recuperação necessário aos jogadores entre os vários jogos. O técnico sublinhou que a equipa iria ter apenas uma hora de descanso entre o jogo das meias-finais e o do terceiro e quarto lugares.

Eis o comunicado de Valdés na íntegra:

"Como máximo responsável pelo o meu grupo de jogadores, tomei a decisão de não disputar a partida que decidiria o terceiro e quarto classificado do torneio Otten Cup esta manhã.

A minha decisão foi baseada unicamente de forma a salvaguardar a saúde dos meus jovens jogadores. Não concordamos com a organização do torneio relativamente aos tempos de cansaço entre as partidas e hoje, ao sermos eliminados nas meias-finais, tivemos margem de recuperação de apenas uma hora. É um desgate fora do comum para esta idade e para a altura de pré-temporada em que estamos.

Antes de mais, quero dizer que, perante o alto risco de lesão da minha equipa, ou algo mais grave a nível cardíaco, assumo a culpa e a total responsabilidade do que esta ação possa gerar.

Espero que se olhe mais pelos futebolistas e pelo espetáculo que, de momento, na minha opinião, não é o que está prevalecido, mas eu irei sempre proteger os meus, sem pensar em consequências"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.