O treinador do Benfica, Bruno Lage, mostrou-se satisfeito com a exibição da equipa na vitória frente ao Chivas (3-0), para a International Champions Cup, e salientou que gostou da dupla entre Seferovic e De Tomas, jogadores que marcaram dois dos três golos dos encarnados.

Sobre o jogo: "Fizemos um bom jogo. Independentemente do resultado, neste momento o mais importante é ver a dinâmica da equipa. Estou muito satisfeito com as três semanas de trabalho, a jogar com esta qualidade. Ir ao encontro da intensidade que nos caracteriza só acontece com jogos. Estou satisfeito pela qualidade em certos momentos, mas estamos à procura da melhor forma para jogarmos com a intensidade que nos caracteriza."

Sobre Seferovic e Raúl de Tomás: "Estou satisfeito com o trabalho de toda a gente. São eles que vão criar as dinâmicas. Temos de perceber o que vai acontecendo no jogo e que tipo de espaço ocupam quando jogam os dois juntos. Houve períodos em que estiveram muito bem. O primeiro golo é isso; uma boa movimentação entre os dois. Noutros momentos, procuravam espaços, o que é normal entre duas pessoas que se estão a conhecer. Estou satisfeito com a prestação do Jota, que já entende melhor o nosso jogo."

Sobre Vinícius e Perin: "A nossa vontade não é criar insegurança, nem desconforto. Não é o meu lema de vida. Mas gosto de acordar a pensar que tenho de fazer mais e melhor, que tenho gente que compete pelo meu lugar. Quero criar competitividade saudável. Estamos no mercado para trazer competitividade. O conforto de quem joga é uma vantagem para quem é suplente. Não temos de ter jogadores que estejam confortáveis não jogando. isso não é competitividade. Estamos a construir uma equipa competitiva internamente para jogar, se superar e dar passos em frente para evoluir e conquistar o campeonato e fazer um percurso positivo da Liga dos Campeões. Estou satisfeito com a entrega e atitude de toda a gente, mas temos de trazer competitividade para dentro do plantel. Vamos esperar que o Vinícius integre a comitiva e depois falar com o jogador. O que quero para mim e para os jogadores é uma mentalidade competitiva."

Nuno Tavares como lateral-direito: "O Nuno consegue, de facto, fazer muito bem as duas funções, um pouco melhor à esquerda. O Ebuheni está a recuperar, estes minutos fazem parte do plano que temos para ele. O André Almeida está perto de recuperar para recomeçar o trabalho"

Luta constante: "As oportunidades são dadas, todos têm de fazer pela vida. Dia 4 [Supertaça com o Sporting] os resultados começam a contar e aí vamos avançar com o melhor onze. Não deixamos ninguém para trás, mas quem tiver bom rendimento mais depressa vai integrar o onze. Queremos uma equipa competitiva"

Mais sobre Raúl de Tomás e Seferovic: "Já disse: estou muito satisfeito com a prestação de toda a gente. Os três avançados fazem umu trabalho enorme. O Seferovic costuma brincar dizendo que só lhe pedem para correr. Viram o trabalho defensivo dele? Correu, marcou e foi eleito o melhor em campo. Quando os nossos avançados deixarem de correr não vamos conseguir jogar desta forma. Sobre o Raúl, sabiamos que tinha qualidade, está a trabalhar bem."

Prestação defensiva: "Jogámos contra uma equipa que está prestes a começar e tivemos uma boa prestação. Isso deixa-me satisfeito. Mas até dia 4 de agosto os resultados não me preocupam nada. Estes jogos valem o que valem. O que me preocupa é a análise que fazemos e tanto ofensiva como defensivamente houve coisas boas."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.