Após ausência quarta-feira no Dundo, onde devia defrontar o Sagrada Esperança, para a 16.ª jornada do Girabola2018/19, parte da equipa do ASA voltou esta quinta-feira aos treinos, pondo fim a uma greve iniciada dia sete de Fevereiro.

O técnico da equipa aviadora, José Dinis, confirmou este facto à imprensa, em Luanda, explicando ter trabalhado apenas com oito atletas da equipa principal e mais alguns juniores.

Disse ter retornado ao trabalho para evitar que o conjunto perca pela segunda vez por falta de comparência sábado diante do Desportivo da Huíla, para a 17.ª ronda, dando a entender que a reclamação da equipa técnica e atletas de pagamento de contratos e salários em atrasos ainda não foi satisfeita.

Mostrou-se esperançado em reunir um grupo maior de jogadores no treino matinal de sexta-feira, reiterando que o ASA joga sábado, ainda que seja necessário recurso a equipa de júnior.

Sobre a situação vigente, a direcção da colectividade tricampeã nacional já reconheceu publicamente a dívida, mas declara-se impotente enquanto as empresas patrocinadoras não honrem com os compromissos assumidos.

O ASA ocupa a 14.ª posição da competição com 15 pontos. O 1.º de Agosto é o líder com 34.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.