Depois da 'festa' numa mansão em 2018 antes do mundial na Rússia, os jogadores mexicanos voltam a estar envoltos 'escândalo', desta vez em Nova Iorque.

Depois do jogo contra os Estados Unidos em que os aztecas venceram por 3-0, Javier 'Chicharito' Hernández, Miguel Layún, Héctor Moreno, Guillermo Ochoa e Marco Fabián surgiram em imagens publicadas no twitter naquilo que parece ser uma discoteca com algumas mulheres.

No dia seguinte, o ex-jogador do FC Porto, Miguel Layún recorreu tambem ao Twitter para explicar a saída.

"Está a criar-se uma história um pouco distorcida. Depois do jogo em Nova Iorque, estivemos livres das 15h30 às 20h30, tivemos um tempo de lazer. Alguns de nós juntámos-nos e fomos a um brunch que mais tarde se converteu em bar-discoteca", explicou.

"Às 20h50 estávamos com o grupo, não infringimos nenhuma regra da federação", referiu o lateral deixando ainda no ar a dúvida se a história só surgiu porque o México perdeu 4-0 frente à Argentina.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.