O Partizan de Belgrado, campeão de futebol da Sérvia, vai jogar os dois próximos desafios europeus em casa à porta fechada, castigo imposto hoje pela UEFA devido a atos de racismo e tumultos provocados pelos seus adeptos.

A UEFA puniu o Partizan devido a várias ofensas, destacando-se comportamentos racistas, uso de material pirotécnico e invasão de campo em jogos das pré-eliminatórias da Liga dos Campeões com os montenegrinos do Buducnost e dos gregos do Olympiacos.

Além dos dois jogos de castigo, o clube tem um desafio adicional de pena suspensa durante três anos, bem como uma multa de 130.000 euros, a pagar já.

O Partizan ultrapassou o Buducnost por 2-0 no conjunto das duas ‘mãos’, mas depois baqueou perante o Olympiacos por 5-3, sendo, por isso, relegado para a Liga Europa.

O primeiro jogo de castigo será cumprido no ‘play-off’ da Liga Europa, a 17 de agosto frente aos húngaros do Videoton.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.