O avançado polaco Robert Lewandovski lidera, com 11 golos em sete jogos pelo Bayern de Munique na presente edição da Bundesliga, a lista de melhores marcadores das dez principais Ligas europeias segundo o ranking da UEFA, decorridas que estão as primeiras jornadas da temporada.

Seguem-se Aleksandr Sobolev (Krylya Sovetov), com dez golos na Liga russa, Junior Moraes, com nove golos na Liga ucraniana pelo Shakhtar Donetsk, Tammy Abraham (Chelsea) e Sergio Aguero (Manchester City), ambos com oito golos na Premier League inglesa, Ciro Immobile (Lázio), com sete golos na Serie A italiana e Victor Osimhen (Lille), também com sete golos, na Liga Francesa.

Um facto salta à vista de quem tem seguido com atenção o futebol na última década e meia: Cristiano Ronaldo e Lionel Messi não figuram - pelo menos para já - entre o ‘top 10’ desta lista. Este tem sido, efetivamente, um arranque de época atípico para os dois maiores astros do futebol mundial da atualidade. Totalista em seis das sete jornadas já disputadas na Serie A esta temporada, Cristiano Ronaldo soma apenas três golos marcados. Bem distante dos sete golos apontados pelo máximo goleador da prova até ao momento, Immobile.

Já Messi, apesar da atenuante de ter começado a época lesionado, conta com apenas um golo marcado ao fim de oito jornadas na Liga espanhola. Desde 2005/06 que o argentino não chegava a esta ronda da competição com tão poucos golos apontados. Tal não significa, porém, que estejamos a assistir ao nascer de uma nova geração de goleadores nos principais campeonatos europeus.

Entre os dez primeiros da lista apenas três (o russo Sobolev, o inglês Abraham e o nigeriano Osimhen) têm menos de 23 anos, enquanto quatro já superaram a barreira dos 30 (Junior Moraes, Sergio Aguero, Mbokani e Lewandovski).

Se olharmos separadamente para cada uma destas dez Ligas, vemos que em apenas duas delas - na holandesa, onde Donyell Malen leva já dez golos pelo PSV Eindhoven, e na francesa, onde Osimeh soma sete golos pelo Lille - o actual melhor marcador está abaixo dos 23 anos.

Em Portugal, a tendência é idêntica, com Pizzi, de 29 anos, e Zé Luís, de 28, a liderarem neste momento a tabela de goleadores, ambos com seis tentos.

Números que mostram que, apesar do arranque de época anormalmente pouco prolífico de Ronaldo e Messi, não se vislumbra no horizonte próximo ninguém capaz de replicar o domínio que estes têm exercido no que diz respeito à Bota de Ouro, prémio referente ao melhor marcador da época de todas as Ligas europeias e que foi conquistado por um dos dois em dez das últimas 12 temporadas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.