Luis Enrique foi obrigado a abandonar o cargo de selecionador espanhol devido a um problema familiar que se arrasta desde março, explicou o técnico, em carta revelada hoje pela Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

“As razões que me impediram, desde março, de exercer normalmente as minhas funções de treinador da seleção espanhola continuam e, por isso, decidi abandonar o cargo”, disse Luís Enrique, de 49 anos, na missiva.

O antigo futebolista já tinha estado ausente dos três últimos encontros de qualificação para o Euro2020, tendo sido substituído por Robert Moreno, seu adjunto, que agora irá passar a treinador principal.

“Agradeço a confiança e compreensão demonstrada pela RFEF, bem como à minha equipa técnica e jogadores pela forma profissional como lidaram com a situação. Agradeço também aos meios de comunicação social pela discrição e respeito demonstrados”, acrescentou.

Antigo treinador do FC Barcelona, Luis Enrique, assumiu a seleção espanhola após o Mundial2018, somando seis triunfos e duas derrotas em jogos oficiais, ambas na fase de grupos da Liga das Nações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.