O presidente da FIFA não irá comparecer no jogo de futebol particular entre o Iraque e a Arábia Saudita, na quarta-feira, apesar do convite dos iraquianos, revelou hoje o organismo à AFP.

Ao convidar Gianni Infantino, os responsáveis do Iraque tinham como objetivo dar a entender que, apesar de o país ter sido assolado por violência e distúrbios nos últimos anos, este tem condições para receber partidas oficiais.

A FIFA vai decidir, em março, se mantém ou não a proibição do Iraque de albergar jogos internacionais oficiais. Atualmente, apenas os estádios de Basra, Erbi e Kerbala podem receber equipas estrangeiras, mas apenas para encontros particulares.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.