O presidente da Federação de Futebol do Kosovo (FFK), Agim Ademi, foi hoje condenado a nove meses de prisão, por tentativa de coação num caso que remonta a 2012, quando ainda era vice-presidente daquela entidade.

O dirigente, de 58 anos, foi condenado em primeira instância por um tribunal de Pristina, em julho, tendo recorrido para um tribunal superior, que hoje confirmou a sentença.

Em julho de 2012, Ademi, então vice-presidente da FFK, e um amigo alegadamente obrigaram um sócio a pagar 30.000 euros ou a oferecer um automóvel a um funcionário municipal de Pristina, como contrapartida pela obtenção de documentos falsificados num negócio imobiliário.

O amigo de Ademi envolvido neste esquema, Muharrem Rama, foi condenado a um ano de prisão.

Agim Ademi foi eleito presidente da Federação de Futebol do Kosovo em 2018, após a morte do antecessor, Fadil Vokrri.

A seleção de futebol do Kosovo vai defrontar a Macedónia em março, nos ‘play-offs’ de qualificação para o Euro2020, tentando marcar presença, pela primeira vez, na fase final da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.