Já são oito! Com a chegada de José Peseiro ao comando da seleção principal da Venezuela, Portugal passou a ser o segundo país com mais treinadores à frente das equipas nacionais dos 211 países que fazem parte da FIFA. Apenas a França, com 14, surge à nossa frente.

Para além de Peseiro e, claro, de Fernando Santos, selecionador nacional, Portugal conta, lá fora, com Pedro Gonçalves ao leme da seleção principal de Angola, Hélio Sousa no comando do Bahrain, António Conceição, à frente da seleção de Camarões, Carlos Queiroz, que dirige a seleção nacional da Colômbia, Paulo Bento, que orienta a Coreia do Sul, e Luís Gonçalves, que comanda a seleção principal de Moçambique.

Portugal surge, assim, à frente de países como Inglaterra, Holanda e Argentina, que têm atualmente sete treinadores cada como timoneiros de seleções nacionais. Feitas as contas, 3,8 por cento atuais selecionadores nacionais dos vários países mundiais são portugueses. No próximo Campeonato do Mundo, em 2022, Portugal poderá assim superar o número de três selecionadores que teve no Mundial de 2014, no Brasil.

Nas provas europeias quem manda são os treinadores portugueses

Mas esta preponderância de treinadores portugueses não se fica pelas seleções nacionais. Se no número de selecionadores ainda somos superados pela França, nas competições europeias de futebol os números mostram que, no que toca a 'dar a tática', estamos num patamar assinalável, atestando a competência que é reconhecida internacionalmente aos treinadores lusos.

É que entre Liga Europa e Liga dos Campeões, haverá nove treinadores portugueses em cena na fase a eliminar. Nunca tinham sido tantos e nenhum outro país se aproxima.

José Mourinho e o seu Tottenham vão estar nos oitavos de final da Liga dos Campeões, enquanto Bruno Lage (SL Benfica), Luís Castro (Shakhtar Donetsk), Nuno Espírito Santo (Wolveramphton), Paulo Fonseca (AS Roma),Pedro Martins (Olympiakos), Rúben Amorim (SC Braga), Sérgio Conceição (FC Porto) e Silas (Sporting), vão estar nos 16 avos de final da Liga Europa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.