Jorge Jesus revelou ter ficado emocionado com a reação dos jogadores do Al-Hilal, da Arábia Saudita, quando lhes comunicou que ia sair do emblema saudita no final de janeiro.

Em entrevista ao canal Al Arabiya, o técnico português falou sobre a sua saída do Al-Hilal e como é que a notícia foi recebida pelos jogadores da equipa saudita.

"Senti muito respeito e admiração dos jogadores. No dia do meu último treino, nem eu, nem os outros membros da equipa sabiam da saída. E quando a administração me disse, pediu para não dizer aos jogadores. E eu continuei a treinar. No fim do treino, juntei os jogadores e disse-lhes e a maioria deles chorou", revelou o treinador de 64 anos.

De regresso à Arábia Saudita para ajudar na coordenação da nova academia de formação do país, Jorge Jesus garantiu que não recebeu qualquer proposta para treinar neste momento, e que o seu futuro passa por um clube que possa liderar no início da época, e não a meio da temporada.

"Não tenho qualquer proposta agora. Eu e o meu agente recebemos algumas chamadas desde o início da época, de muitos clubes europeus. Mas prefiro começar no início da época, não a meio da época", sentenciou Jorge Jesus.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.