É mais um história em torno do eterno clássico que virou final da Libertadores entre o River e o Boca Juniors.

Isamu Kato, é japonês, mas tem vive intensamente à distância a sua paixão pelo River.

Decidido, o 'hincha' foi às poupanças e meteu um dia de férias na fábrica de embalagens de alimentos onde trabalha para ver a primeira mão da final da Libertadores entre o Boca Juniors e o River Plate. Gastou 2100 euros só no bilhetes de avião, voou durante 33 horas para um estadia curta na capital argentina, tempo suficiente para ver a 1ª mão no 'La Bombonera'.

De bilhete em punho, entrou no estádio e marcou lugar na bancada onde entoou cânticos de apoio à sua equipa.

O pior foi o que aconteceu a seguir. Um dilúvio na capital argentina acabou por adiar o encontro de sábado para o domingo e o sonho de Isamu Kato acabou desfeito. No dia seguinte, e como o dever chama, o japonês teve que regressar ao Japão e viajar durante mais 30 horas. Isto tudo sem ver o jogo.

Recorde-se que o encontro da primeira mão  ficou empatado a duas bolas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.