O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou hoje, à margem da cimeira de presidentes sul-americanos, a Mercosul, a intenção de juntar aquele país à candidatura de Argentina, Paraguai e Uruguai ao Mundial2030 de futebol.

“Aproveito esta oportunidade, estando no Uruguai, onde se realizou o primeiro Mundial em 1930, para expressar o grande desejo que temos, como bolivianos, de garantir um Mundial2030 na América do Sul”, atirou Morales.

Segundo o governante, foi feito um pedido “com muito respeito” para que possam ter “dois ou três departamentos, como subsedes”, sendo que o bloco sul-americano compete pela nomeação com um grupo de países europeus, composto pela Bulgária, Sérvia, Grécia e Roménia, que já confirmaram um plano de candidatura.

Igualmente na corrida poderá estar uma candidatura conjunta de Espanha, Marrocos e Portugal, uma proposta ainda em estudo, assim como outras, como uma intenção britânica de juntar os vários países do Reino Unido à Irlanda, ou do Egito, entre outros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.