Carlos Tévez alinhou ao lado de Cristiano Ronaldo no Manchester United durante duas temporadas, entre 2007 e 2009, e não esquece o período que passou ao lado do internacional português em Old Trafford.

O antigo internacional argentino, de 35 anos, concedeu uma entrevista à estação televisiva ESPN do seu país, na qual explicou como conviver com o CR7 o fez mudar a forma como encarava o futebol.

"Aprendi a ser melhor profissional a observá-lo. O treino era às 9h, eu chegava às 7h30 e ele já estava no ginásio. No dia seguinte eu chegava às 7h ele já lá estava. Como era possível? Chegava sempre antes de mim!", afirmou o avançado que atua agora no Boca Juniors.

Tévez, que para além de ser colega de Cristiano jogou também com Lionel Messi na seleção argentina, fez ainda uma pequena comparação entre os dois. "O Messi tem algo natural, não precisa de ir para o ginásio treinar. O Cristiano sim. Aprendeu, esforçou-se muito para ser quem é. Já o Messi surpreende até os próprios companheiros."

O argentino, que para além do Manchester United na Europa representou ainda West Ham, Manchester City e Juventus, deixou ainda algumas palavras sobre outros jogadores que o marcaram na passagem pelo futebol europeu.

"O Pirlo é o senhor futebol, tem uma presença única, sem falar muito. Pogba era um louco que jogava sem se importar se ganhava ou perdia. Desfrutava. E Rooney era alguém com quem me identificava bastante. Ele saiu de uma zona pobre de Liverpool e disputava cada lance como se fosse o último. Já o Scholes foi um dos melhores jogadores que vi.", elogiou Tévez.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.