No dia em que se assinala o 8.º aniversário da conquista da Liga dos Campeões pelo Chelsea, Didier Drogba recorreu às redes sociais para lembrar a caminhada dos londrinos, sem esquecer a saída de André Villas-Boas do comando técnico, a meio da temporada 2011/12.

"Há oito anos, o treinador [Villas-Boas] tinha sido despedido pelo clube e os jogadores tiveram uma reunião onde reconhecemos ser em parte responsáveis pela sua saída. O capitão John Terry falou, Lampard, Petr Cech e os outros líderes do grupo também", começou por contar o marfinense no Twitter.

"Decidimos dar tudo pela competição [Champions], apesar da derrota contra o Nápoles [3-1 na primeira mão dos quartos de final]. Andávamos atrás daquele troféu há oito anos e não tínhamos conseguido fazer melhor do que o segundo lugar. Concordámos todos em colocar os egos de parte e desafiarmo-nos mutuamente para atingirmos o objetivo", explicou Drogba.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.