A final da Taça da Dinamarca de futebol, entre o Aalborg e o Sonderjyske, esteve hoje interrompida durante 14 minutos, devido ao incumprimento das regras de distanciamento social por parte de um grupo de adeptos.

Não estava ainda decorrida meia hora quando o árbitro Jorgen Burchardt parou a partida, depois de os adeptos do Aalborg ignorarem os pedidos da segurança para que mantivessem o distanciamento, como prevenção contra a covid-19.

Os adeptos acabariam por ser expulsos do estádio de Esbjerg, onde estavam presentes 1.914 pessoas, cerca de 10% da capacidade do recinto.

Este incidente acontece um dia depois de o governo dinamarquês ter autorizado a presença de público nos jogos das últimas seis jornadas do campeonato do país, permitindo que seja ocupado um terço das bancadas de cada recinto.

No campo, a final da Taça acabou por ser vencida pelo Sonderjyske, por 2-0, com ambos os golos a serem apontados por Anders Jacobsen. Esta foi a primeira vez que o Sonderjyske conquistou a taça da Dinamarca.

A Dinamarca registou, até ao momento, mais de 600 mortos e quase 13.000 casos de infeção confirmados.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 512 mil mortos e infetou mais de 10,56 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.