Carlos Queiroz apresentou queixa na FIFA contra a Federação Iraniana de futebol, alegando salários em atraso devidos pelo seu desempenho enquanto selecionador daquele país.

O treinador português, atual selecionador da Colômbia, foi despedido em janeiro último pela Federação iraniana na sequência da eliminação da seleção daquele país nas meias-finais da Taça da Ásia, pondo fim a uma ligação de oito anos como principal responsável técnico.

Representantes de Carlos Queiroz revelaram à agência Associated Press que os seus advogados foram instruídos para apresentarem uma queixa na FIFA a reclamar salários em atraso por parte da Federação iraniana, por “incumprimento das suas obrigações” em relação ao último contrato de seis meses, bem como ao anterior.

Queiroz tinha assinado contrato após a eliminação na fase de grupos do Mundial2018, chegando a acordo para orientar a seleção iraniana na Taça da Ásia.

A FIFA confirmou ter recebido hoje uma a queixa de Carlos Queiroz contra a Federação do Irão em relação a uma “disputa contratual entre as duas partes”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.