Stefan Kiessling representou o Bayer Leverkusen durante 12 temporadas e, esta quarta-feira, cinco meses depois de se retirar da carreira de jogador fez uma revelação ao 'Sports Bild' que está a correr o mundo e a dar que falar.

O avançado alemão, atualmente com 34 anos, chegou ao Leverkusen na época 2006/2007, vindo do Nuremberga, e fez 444 jogos com a camisola do emblema alemão e marcou 161 golos. Agora, Kiessling revelou que a mulher, Norina, se fazia passar por ele nas provas físicas da pré-época e das paragens de inverno.

"Nunca fiz 100% dos exercícios nos períodos de preparação. Nem uma vez", passando depois a explicar que o clube fornece aos jogadores "um relógio que mede a frequência cardíaca e que armazena todos os dados de exercício físico. E como a minha mulher é muito atlética, fez algumas corridas com o relógio, com as minhas especificações. Fê-lo tão bem que ninguém deu conta".

Desde que deixou os relvados, Kiessling assumiu o cargo de assistente de Rudi Voller, diretor desportivo do Bayer Leverkusen.

artigo corrigido às 17h56

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.