O PAOK quebrou, este domingo, um jejum de 34 anos e conquistou o campeonato de grego. O emblema de Salónica precisava apenas de um empate, mas goleou o Levadiakos por 5-0, na penúltima jornada do campeonato.

Evgeniy Shakhov, Diego Bisewar, Fernando Varela, Shakhov e Karol Swiderski marcaram os tentos do PAOK.

De dizer, que Sérgio Oliveira foi titular. Vieirinha entrou durante os descontos.

O emblema grego sucede assim ao AEK.

A uma jornada do final do campeonato, o PAOK, que sucedeu na lista dos campeões ao AEK Atenas, passou a contar 77 pontos, mais cinco do que o Olympiacos, de Pedro Martins, que tem 72 e vai terminar a prova no segundo lugar.

O conjunto de Atenas, com os portugueses Gil Dias e Daniel Podence de início, venceu por 3-1 no reduto do Lamia, com golos de Mady Camara (35 minutos), Kostantinos Fortunis (68) e Hassan (85), ex-avançado de Rio Ave e Sporting de Braga, enquanto Jean Luc Gbayara (65) anotou o tento da formação da casa.

O Olympiacos é o grande dominador do campeonato grego, com 29 títulos, contra 17 do Panathinaikos, incluindo sete consecutivos entre 2010/11 e 2016/17, sendo que não perdia dois seguidos há mais de duas décadas – desde 1996/97, ganhou 19 dos 23 disputados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.