A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) lança esta terça-feira um plano de desenvolvimento do futebol feminino para os próximos cinco anos, com 1,2 milhões de euros para os clubes e uma formação de liderança feminina no desporto.

Em comunicado, o organismo anunciou que o plano terá um “forte enfoque” na Liga feminina da primeira divisão, e resulta de “um estudo em que foram ouvidos todos os clubes do campeonato e detetadas as oportunidades de melhoria”.

Entre as conclusões está a falta de condições de treino ideais, não só pelo número de sessões semanais, mas também pela falta de meios à disposição de jogadoras e equipas técnicas.

Assim, e já durante esta época e na próxima, a FPF “vai canalizar para os clubes cerca de 1,2 milhões de euros”, verba associada ao “compromisso com o desenvolvimento”, nomeadamente através do investimento na qualificação de treinadores e na criação de mais equipas de formação.

Os apoios vão ser atribuídos mediante a participação, o número de equipas nas camadas jovens e a qualificação das equipas técnicas, além de que a FPF passa a pagar, integralmente, “as deslocações em Portugal continental das 12 equipas”.

“É preocupação da FPF promover um maior equilíbrio entre os clubes que participam na Liga, aumentando assim a competitividade e o desenvolvimento das jogadoras”, pode ler-se no documento.

Atualmente, o recém-promovido Benfica lidera o campeonato com 11 vitórias em 11 possíveis, com 74 golos marcados e apenas um sofrido, seguido do Sporting, com uma derrota e uma diferença de golos de +48.

Na outra ponta da tabela, o A-dos-Francos ainda não somou qualquer ponto e apontou apenas sete golos, contra 105 sofridos.

O plano contempla ainda a formação de liderança feminina no desporto da federação, que foi lançada na segunda-feira no âmbito da ‘Portugal Football School’ e que vai decorrer entre fevereiro e julho de 2020.

Esta formação é dirigida “a gestoras e dirigentes com experiência nas confederações, federações nacionais, ligas ou clubes”, além de “todas aquelas que aspiram assumir funções de liderança e gestão” no desporto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.