Jose Mourinho afirmou que a bola usada no empate a uma bola do Tottenham com o Middlesbrough, a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Inglaterra, parecia uma 'bola de praia', embora tenha frisado que não foi por isso que a sua equipa não ganhou.

Em delcarações no final do encontro, no qual os 'spurs' estiveram a perder, chegando depois ao empate por intermédio de Lucas Moura para assim levarem a decisão da eliminatória para um jogo de desemapte, Mourinho frisou que o esférico usado nos enontros da Taça de Inglaterra em nada ajuda os jogadores.

"Acho que esta bola é uma bola bola de praia. É demasiado leva. Não creio que ajude em nada os jogadores. Mas isso não é desculpa", referiu. Responsabilidade da bola ou não, o facto é que o Tottenham mostrou dificuldades em tê-la em seu poder e mandar no encontro ante um adversário do segundo escalão do futebol inglês.

A bola em causa, da marca Mitre, está a ser usada em todos os jogos da Taça de Inglaterra esta temproada e, de acordo com os seus criadores, foi desenhada para "tirar partido do fluxo de ar de forma a garantir maior precisão e velocidade".

Baptizada de 'Delta Max', o esférico conta com uma tecnologia designada de 'Hyperseam', que a torna quase 100 por cento impermeável, estando por isso apta a ser usada sob quaisquer condições climatéricas.

Mas se a tecnologia da bola que Mourinho não foi do agrado de Mourinho, a falta dela na ajuda ao árbitro no encontro também mereceu críticas por parte do técnico dos 'spurs', descontente por não ter havido VAR no encontro.

Segundo Mourinho, o golo do Middlesbrough teria sido anulado por fora-de-jogo caso tivesse havido vídeoárbitro no encontro.

"O golo do Middlesbrough foi obtido em fora-de-jogo. O VAR teria dado essa decisão", acrescentou Mourinho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.