O médio espanhol Fabián Ruiz, jogador dos italianos do Nápoles, foi hoje eleito o melhor jogador do Europeu de futebol de sub-21, depois de abrir o marcador na final com a Alemanha (2-1).

O ex-jogador do Betis, que já tinha marcado à Polónia e também fez duas assistências na prova disputada em Itália e São Marino, foi duas vezes eleito o melhor em campo, face aos polacos e na meia-final com a França.

“Estou muito contente por receber este prémio, mas vencer o Europeu foi mais importante”, frisou Fabían Ruiz, reconhecendo que a equipa entrou mal na prova, com um desaire por 3-1 com a Itália, mas soube dar e volta e acabou como uma “justa campeã”.

Por seu lado, o também espanhol Dani Olmo, médio dos croatas do Dínamo de Zagreb que marcou o segundo golo da final, aos 69 minutos, foi eleito o melhor em campo no embate que decidiu a prova.

Apesar de ter ficado em ‘branco’, o alemão Luca Waldschmidt, avançado do Friburgo, acabou como melhor marcador, com sete golos, igualado o registo recorde do sueco Marcus Berg, conseguido na edição de 2009.

“Dei passos em frente e melhorei com o decorrer do torneio, mas perder a final dói muito”, reconheceu o germânico, acrescentando: “Temos de olhar em frente e preparar os nossos próximos desafios”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.