ças em fases finais de Europeus e Mundiais desde 2000, ao garantir um lugar no campeonato da Europa de 2020.

Com um triunfo no Luxemburgo por 2-0, selado por Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo, na última jornada do Grupo B, a formação das ‘quinas’ garantiu que permanecerá lado a lado com três ‘gigantes’, a Alemanha, a Espanha e a França.

A Itália fez parte deste lote até à fase de qualificação para o Mundial de 2018, na qual falhou o apuramento, num ‘play-off’ com a Suécia, para a sua primeira ausência da principal competição de seleções desde 1958.

Portugal está a viver, por seu lado, o melhor período da sua histórica futebolística, já que conquistou em 2016 o seu primeiro título de sempre, o Europeu, ao qual adicionou já este ano a edição inaugural da Liga das Nações.

A formação das ‘quinas’ ainda soma mais três presenças em meias-finais (Europeus de 2000 e 2012 e do Mundial de 2006), mas é, ainda assim, deste quarteto ‘omnipresente’ em fases finais, a seleção que, neste período, tem pior currículo.

A França (2018), a Alemanha (2014) e a Espanha (2010) conquistaram, precisamente, as últimas três edições do campeonato do Mundo, sendo que os espanhóis ainda lhe juntam dois Europeus (2008 e 2012) e os gauleses um (2000).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.