O jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 entre Bulgária e Inglaterra, em Sófia, foi hoje interrompido pelo árbitro na sequência de gritos racistas vindos das bancadas.

Num jogo em que a Inglaterra dominava confortavelmente - 4-0 ao intervalo -, os três jogadores negros da equipa dos 'Três Leões', Tyrone Mings, Marcus Rashford e Raheem Sterling, foram os mais visados.

No final da partida, Raheem Sterling respondeu ao selecionador da Bulgária, Krasimir Balakov, a propósito das considerações do técnico sobre o racismo em Inglaterra, na antevisão a este jogo.

"No campeonato búlgaro, temos muitos jogadores de diferentes etnias e tons de pele. Não acredito que tenhamos este grande problema como, por exemplo, tem a Inglaterra", afirmara Balakov no domingo.

"Não tenho tanta certeza disso, chefe", escreveu o jogador do Manchester City nas redes sociais, esta segunda-feira.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.