O Tribunal deu razão ao Levante no caso em que o emblema do Valencia queixava-se da utilização irregular de um jogador por parte do Barcelona, no encontro da primeira-mão dos oitavos-de-final da Taça do Rei. Apesar de ter perdido o caso, o emblema catalão não será afastado da prova, uma vez que o Levante entregou a reclamação fora do prazo estipulado.

Nesse jogo em questão, realizado a 10 de janeiro de 2019 (vitória do Levante por 2-1), o Barcelona utilizou o defesa Chumi Brandariz, quando este devia estar a cumprir um jogo de castigo, por acumulações de amarelos na equipa B. O defesa foi titular e saiu aos 58 minutos,
De recordar que os 'culés' seguiram em frente, após vencer no Camp Nou por 3-0.

FC Barcelona dá a volta ao Levante e fecha lote de apurados na Taça do Rei
FC Barcelona dá a volta ao Levante e fecha lote de apurados na Taça do Rei
Ver artigo

A irregularidade foi detetada pelo Levante que avançou com uma reclamação na justiça desportiva espanhola. Mas como a reclamação foi entregue fora do prazo estipulado, o mesmo acabou por não ser analisado. Segundo os regulamentos da prova, um clube que utilizar, indevidamente, um jogador perderá a partida em causa, dando a vitória por 3-0 ao adversário. Se o mesmo acontecer numa eliminatória (como era o caso dos catalães), a equipa em causa perde a mesma eliminatória.

A juíza de competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Carmen Pérez, já tinha rejeitado a queixa apresentada pelo Levante devido a questão dos prazos. O emblema da Comunidad de Valencia recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) espanhol mas este também recusou por ter sido apresentada fora de prazo na RFEF.

FC Barcelona confirmado nos ‘quartos’ da Taça do Rei pela justiça federativa
FC Barcelona confirmado nos ‘quartos’ da Taça do Rei pela justiça federativa
Ver artigo

Mas o Levante não desistiu e voltou a recorrer ao Comité de competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), apresentando agora uma reclamação diferente. Desta vez a juíza Carmen Pérez deu-lhes razão sobre a utilização irregular de Chumi Brandariz por parte do Barcelona, nesse jogo da primeira-mão dos oitavos-de-final da Taça do Rei. Apesar da decisão favorável, esta não terá efeitos desportivos, pelo que o Barcelona não irá ser afastado da Taça de Portugal. De recordar que os catalãs vão defrontar o Valencia na final, marcado para o Estádio Benito Villamarin, em Sevilha.

O Levante poderá avançar com um pedido de indemnização por se sentir prejudicado com o caso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.