No dia 10 de janeiro, Barcelona e Levante disputaram a 1º mão dos oitavos de final da Taça do Rei. O Levante venceu por 2-1, mas o que mais deu que falar foi a utilização alegadamente indevida dos catalães de um jogador. Esta manhã, o Levante confirmou que já apresentou queixa à Federação sobre o caso.

De acordo com o jornal 'El Mundo', o defesa central Juan Brandáriz estava suspenso, depois de ter visto o quinto cartão amarelo pela equipa B, pelo que estava impedido de jogar também pela equipa principal.

Segundo os regulamentos da prova, citados pela publicação, um clube que utilizar, indevidamente, um jogador perderá a partida em causa, dando a vitória por 3-0 ao adversário. Se o mesmo acontecer numa eliminatória (como é o caso dos catalães), a equipa em causa perde a mesma.

O Barcelona já negou a utilização indevida de Juan Brandáriz, baseando-se numa circular da Federação Espanhola de Futebol, datada de novembro.

As duas equipas voltaram a encontrar-se esta quinta-feira, para o duelo da segunda mão, e o Barcelona venceu por 3-0, dando a volta à eliminatória e garantindo assim a passagem aos quartos de final da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.