A Argentina qualificou-se ontem para os quartos de final da Copa América em futebol, ao vencer o Qatar por 2-0, com a ajuda da Colômbia, treinada por Carlos Queiroz, que, mesmo desfalcada, venceu o Paraguai por 1-0.

No final do jogo, Lionel Messi assumiu que agora "começava outra Copa América" para a Argentina depois de um arranque decepcionante da 'seleção das pampas' na competição.

"O importante era vencer para seguir bem na Copa América, para passar de fase e ficarmos tranquilos", começou por dizer Lionel Messi na zona mista da Arena do Grêmio.

"Isto vai ser um empurrão importante para o que vem pela frente", acrescentou depois o internacional argentino sobre o jogo dos quartos de final contra a Venezuela na próxima sexta-feira no Estádio do Maracanã.

A ‘seleção das pampas’, que entrou para a terceira jornada do Grupo B numa situação delicada, depois da derrota por 2-0 na estreia frente à Colômbia e o empate a um golo perante o Paraguai, na segunda jornada, recebeu logo de entrada uma oferta da defesa do Qatar, que permitiu a Lautaro Martinez abrir o marcador, aos quatro minutos.

Numa saída de bola na área, para iniciar a construção de jogo, um defesa do Qatar quis colocar a bola no lateral esquerdo, mas entregou-a a Martinez, que agradeceu o bónus e colocou a Argentina na frente.

Este golo tão cedo fazia crer que a Argentina pudesse, finalmente, alcançar uma vitória categórica e uma exibição correspondente, mas a verdade é que ainda não foi desta vez que isso aconteceu, mesmo com as coisas a correrem-lhe de feição no outro jogo do grupo, com a Colômbia cedo a colocar-se na frente do marcador perante o Paraguai.

A falta de ligação do seu jogo e a organização defensiva do Qatar foram suficientes para levar quase até ao fim a incerteza no resultado, expondo-se a um golo do adversário que lhe permitiria subir ao segundo lugar e atiraria a Argentina para o terceiro posto do grupo B.

Só aos 82 minutos, e depois de um susto causado pelo jovem central Juan Foyth, que deixou o Qatar à beira do empate, é que a Argentina assegurou o segundo lugar, com o segundo golo, por Sergio Aguero, a passe do médio Paulo Dybala, que entrara aos 76 minutos a render Martinez.

Este triunfo assegurou o segundo lugar do grupo B para a seleção argentina, que já tem adversário para os quartos de final, justamente a seleção da Venezuela, segunda classificada do grupo A, cujo vencedor foi o Brasil.

A catástrofe foi evitada e Messi e companhia seguem agora em frente na Copa América lutando para acabar com uma seca de títulos da 'Albiceleste' que já dura há mais de um quarto de século.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.