Carlos Queiroz assumiu, esta terça-feira, a ambição de carimbar já um lugar nos oitavos de final da prova, mas fez questão de referir que a equipa sente imenso respeito pelos adversários.

“É oportunidade que nós queremos abraçar. Sabemos que temos qualidade, mas também sabemos que há adversários muito difíceis e que sonham o mesmo que nós. Nós temos jogadores com muita qualidade e experiência, mas só podemos ser uma surpresa se conseguirmos traduzir tudo isso numa harmonia e num ambiente em que o resultado do esforço é orquestrado com o compromisso que os jogadores têm que ter. Mas continuo a dizer que os favoritos são a Argentina e Brasil, e nós não queremos vestir esse fato, não nos serve, nem nos cai bem. O nosso fato é trabalho, atitude compenetrada e querer jogar um grande futebol. Se queremos mudar a história, não podemos considerar-nos favoritos”, explicou o treinador português.

Recorde-se que em caso de triunfo, a Colômbia passar a somar seis pontos e garante desde já a presença nos oitavos de final da Copa América.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.