O guarda-redes da Ultramarina (Nhá) é afastado da selecção regional por agredir um dirigente desta equipa do Tarrafal de São Nicolau e a queixa já foi apresentada na Procuradoria.

A Associação Regional de Futebol de São Nicolau (ARSFN) posicionou-se, esta segunda-feira, pedindo o afastamento do guarda-redes da Ultramarina da selecção regional.

De acordo com ARSFN, o mesmo agrediu, este domingo, um dirigente da Ultramarina e diante do ocorrido o agredido também já apresentou uma queixa na Procuradoria.

Segundo apurou a Inforpress, a agressão verbal e física aconteceu, por volta da 20:00, mesmo ao lado do clube da Ultramarina, após o término do jogo.

A Inforpress contactou o presidente do Futebol Clube Ultramarina, José António Gomes, em reacção informou que o processo está em andamento para averiguar a gravidade da situação.

Conforme explicou, assim que se recolher todas as informações do acontecido, accionar-se-á os estatutos, e a indisciplina será enquadrada conforme as normas estipuladas nesse estatuto.

Questionado como ficará a selecção regional com este desfalque, José António Gomes, respondeu que a decisão será da equipa técnica e qualquer que seja a sua decisão esta será também apoiada pela direcção.

A equipa da Ultramarina disputa a segunda mão dos jogos das Meias-Finais do Campeonato Nacional com o Oásis Atlântico, num jogo que acontece este sábado, 25, às 16:00 na ilha do Sal, no Estádio Marcelo Leitão da Graça.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.