O campeão nacional de futebol de Cabo Verde, cuja edição de 2018 arrancou no fim de semana, poderá receber até cinco mil euros de prémios, de acordo com o regulamento da prova máxima de clubes do arquipélago.

Segundo o regulamento aprovado pela Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), cada um dos 12 participantes na fase de grupos recebe 50 mil escudos (453 euros).

Na fase de grupos, cada vitória rende 25 mil escudos (226 euros), num total de 150 mil escudos (1.360 euros) de prémio monetário caso uma equipa vença todos os seus seis jogos. No regulamento não é detalhado prémios por empate.

Segundo as regras da FCF, as quatro equipas apuradas para as meias-finais vão ser recompensadas com um prémio de 50 mil escudos (453 euros), verba que aumenta para 100 mil escudos (906 euros) para cada um dos dois finalistas.

Ao clube que se sagrar campeão, ser-lhe-á atribuído um prémio monetário de 200 mil escudos cabo-verdianos (1.183 euros).

Feitas as contas, se a equipa campeã vencer todos os jogos poderá receber até cinco mil euros de prémios.

Até ao momento, apenas os Foguetões de Santo Antão Norte poderão ainda atingir esse valor, já que foram a única equipa a vencer na primeira jornada.

A estes prémios coletivos da federação somam-se as receitas de bilheteira dos jogos realizados em casa e também da final, que será repartido entre os dois finalistas.

O regulamento da FCF estipula ainda prémios individuais para o melhor jogador, melhor marcador e guarda-redes menos batido, com 25 mil escudos cada.

O campeão e o vice-campeão vão receber ainda os respetivos troféus e medalhas, até o máximo de 35 elementos, incluindo jogadore, treinadores e dirigentes.

A fase de grupos do campeonato de futebol de Cabo Verde decorre até 12 de maio, em que se apuram para as meias-finais os vencedores de cada grupo e o melhor segundo classificado de todos os grupos.

Depois será realizado um sorteio livre das meias-finais, com jogos marcados para 19 e 26 de maio.

A final será no dia 03 de junho, na primeira vez que o campeão é decidido num só jogo, a ser disputado num estádio que, segundo o regulamento, deveria ser designado pela FCF "preferencialmente antes do início da competição".

As regiões desportivas de Santo Antão Sul, Sal e Santiago Sul foram as únicas que, até agora, se candidataram a receber a final da prova máxima do futebol cabo-verdiano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.