O futebolista luso-cabo-verdiano Nani, que se encontra em Cabo Verde para realizar alguns projectos, considerou hoje que os jovens cabo-verdianos têm muita potencialidade no futebol e que só lhes falta “mais trabalho” para poderem desenvolver.

Nani fez essas considerações em declarações à imprensa, após uma conversa que manteve, esta tarde com o ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, a quem foi cumprimentar e falar sobre “pontos importantes” do que lhe trouxe a Cabo Verde.

“Estou a tentar criar condições para que possamos, no futuro, manter esse caminho de fazer crescer o desporto no país e dar oportunidades aos mais jovens para que possam encontrar um caminho saudável e tronar-se num ser humano mais saudável e com conhecimento”, afirmou.

Segundo Nani, que também participou no “Projecto 360”, o pontapé de partida para a realização do “grande sonho” aconteceu, domingo, com o Sporting da Praia, na realização de um jogo de solidariedade.

No jogo em que participou, o futebolista avançou que deu para notar que os jovens praienses têm muita potencialidade apesar de admitir que existe muita coisa para se trabalhar e aprender.

“É por aí que vamos focar, criando condições para que formem e apreendam o mais rápido possível, para que possam expandir pelo mundo fora e mais tarde poderem ajudar o país”, acrescentou, lembrando que o seu grande projecto, nesta viajem, é proporcionar dias diferentes as crianças que não possuem condições.

O segundo jogo solidário vai ter lugar no dia 07 de Novembro, no Estádio Adérito Sena, São Vicente, com o Mindelense.

Nani, que actualmente joga no Orlando City do Major League Soccer (MLS), nos Estados Unidos, tem passagem pelo Valência, Espanha, (2016/2017), Fenerbançe, Turquia, (2015/16) e Lázio, Itália, (2017/18).

A nível de selecção representou Portugal em três Campeonatos de Europa (2008, 2012 e 2016) e um Campeonato do Mundo (2014).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.