O extremo internacional cabo-verdiano Heldon Ramos, popularmente conhecido por Nhuc, colocou hoje um ponto final nos trabalhos da seleção de Cabo Verde, ao despedir-se na conferência de imprensa rodeado dos colegas da seleção, “staff” e do presidente da FCF.

Um dos capitães da seleção e dos mais internacionais, Nhuc anunciou a sua retirada dos “Tubarões Azuis” logo após o empate em casa a 2-2, por entender que “tinha planeado esta decisão” há já algum tempo junto com a sua família e que, portanto, “não é uma decisão de hoje”.

“Chegou a hora de pôr um ponto na minha vinda à seleção (…). Queria agradecer a todo o povo cabo-verdiano pelo carinho, pelo amor e por tudo o que me deram durante estes anos todos, por tudo o que conquistamos juntos. Queria agradecer a todos e pedir que continuem a apoiar os Tubarões Azuis, que continuem com a seleção”, disse o futebolista de 31 anos.

Nhuc afirmou que os jogadores ainda têm muita alegria a dar ao país, sublinhando que Cabo Verde está recheado de jogadores com muita qualidade, para logo de seguida abandonar a sala sob aplausos dos colegas e “staff” e equipa técnica.

Nhuc efetuou 50 jogos pela seleção de Cabo Verde tendo marcado 15 golos e participado em duas Copas de África das Nações (2013, na Africa do Sul e 2015, na Guiné Equatorial). É o segundo capitão a deixar a seleção nacional este ano, já que há alguns meses, o defesa central Fernando Varela também havia anunciado a sua retirada.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.