A abertura de campos, pavilhões ou outras estruturas equiparadas para a prática de actividades desportivas está agendada para 15 de setembro em Cabo Verde, excepto na ilha de Santiago, conforme o calendário de levantamento das restrições com o fim do estado de emergência.

Esta indicação consta no despacho nº no 76/2020 do B.O nº 65, I série, publicada este sábado, atendendo ao disposto no artigo 20º da Lei nº 12/VIII/2012, de 07 de Março, que aprova a Lei de Bases da Protecção Civil e nos termos do nº 2 do artigo 265º da Constituição da República.

Esta medida é decorrente do fim do estado de emergência e da declaração da situação de calamidade com base no estado epidemiológico ainda existente na ilha de Santiago e no risco de contaminação no país, decorrente da propagação da COVID-19.

Na sexta-feira, o ministro do Desporto cabo-verdiano esteve reunido com os proprietários e responsáveis de ginásios e academias, públicos e privados, do país para comunicar as fases do desconfinamento e a retoma das actividades.

Numa publicação na sua página, Fernando Elisio Freire comunicou que os proprietários estão de acordo com a proposta do Governo em relação ao desconfinamento, pois, segundo os mesmos, isso facilitará na adaptação do novo arranque normal após o período do estado de emergência.

“Estamos num bom caminho. Vamos manter este espírito de responsabilidade e compromisso, confiantes de que, juntos, vamos vencer esta luta” escreve o governante.

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, anunciou esta quinta-feira o fim do estado de emergência na ilha de Santiago, a partir das 00h00 de sábado.

De acordo com o Chefe de Estado vai-se caminhado, “com prudência”, para o levantamento progressivo das restrições na ilha de Santiago para, com sentido de responsabilidade de todos, poder-se caminhar para uma situação de normalidade.

Cabo Verde regista 406 casos acumulados de COVID-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (347), Boa Vista (56) e São Vicente (03).

Do total, registaram-se quatro óbitos, dois doentes transferidos para os seus países e 155 doentes recuperados. O país tem neste momento 245 casos ativos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.