Em dia de despedida de Robben e Ribery, as duas lendas marcaram na goleada do Bayern sobre E. Frankfurt de Gonçalo Paciência 5-1. Os bávaros confirmaram o seu sétimo título consecutivo na Bundesliga.

E que história foi escrita na despedida triunfante de dois símbolos do Bayern...! À entrada para a derradeira jornada, o Bayern Munique vivia uma situação semelhante a do Benfica: um empate bastava para sagrar-se campeão mas se perdesse com o Eintracht Frankfurt e o Borussia Dortmund não vencesse o Borussia Munchengladbach, o título ficaria nas mãos dos bávaros.

Só que os adversários destas duas formações tinham aspirações na tabela, ao contrário de Sporting e Santa Clara, adversários de FC Porto e Benfica mais logo na derradeira ronda da Liga portuguesa: o Frankfurt precisava de vencer para ficar com o quarto lugar e consequente apuramento para a Liga dos Campeões, desde que o Bayer Leverkusen e o Borussia Munchengladbach não vencessem frente ao Hertha Berlim e Dortmund, respetivamente. ´

Com ex-modelo Heidi Klum a fazer a festa no aquecimento para o jogo em pleno relvado da Allianz Arena, tudo apontava para o dia sem sobressaltos para os bávaros, mas a tarde ainda seria de calafrios para os bávaros.

Mas o Frankfurt, que eliminou o Benfica nos quartos-de-final da Liga Europa e perdeu nas 'meias' da prova com o Chelsea nos penáltis, tinha também de pontuar, sob pena de ficar fora das provas da UEFA. E por isso seria sempre um jogo de risco para o emblema da casa. Foi da melhor forma que o Bayern Munique iniciou o jogo, ganhando vantagem logo aos quatro minutos por Kingsley Coman.

O golo do empate de Sebastian Haller aos 50 voltou a colocar a equipa de Gonçalo Paciência (no banco) em zona europeia mas fora da Champions, com o Dortmund, com Raphael Guerreiro a titular, que vencia o Monchengladbach a vislumbrar a possibilidade de ainda agarrar na Taça.

Só que a resposta bávara foi impiedosa, tal como sempre acontece quando provocam o emblema de Munique: David Alaba fez o 2-1 aos 53´.

Aos 58 foi a vez do português Renato Sanches, lançado aos 37 minutos no lugar do lesionado Leon Goretzka, fazer o 3-1, depois de tirar o ex-Sporting Gelson Fernandes do caminho, dentro da área.

O golo do descanso acabou por ser rubricado por Frank Ribery à passagem do minuto 72´. Depois de muito aplaudido com a sua entrada ao minuto 60, o criativo francês fez o gosto ao pé, numa autêntica obra de arte e que grande forma de se despedir emblema de Munique.

Gorado definitivamente ficava o vislumbre do Dortmund para o 'prato' da Bundesliga e o Bayern ficava com a porta escancarada do título.

Num jogo de emoções, Arjen Robben, também de saída, acabou por rubricar o último golo no campeonato com a camisola vermelha do emblema alemão, num 'adeus' de emoção para dois autênticos símbolos do clube, fixando o resultado final. O jogo marcou também a despedida Raphinha da equipa bávara. Os três jogadores terminam contrato e não vão continuar no Bayern.

Este é o sétimo título consecutivo do Bayern Munique, que ainda pode fazer a dobradinha se vencer a Taça da Alemanha frente ao RB Leipzig, no dia 24 de maio. De nada valeu, o triunfo do Dortmund, com golos de Jadon Sancho e Marcos Reus (45´ e 54´).

Já o E. Frankfurt teve que se contentar com o 7.º lugar, fora da zona de Champions. O emblema de Gonçalo Paciência acabou por morrer na praia, perdendo a qualificação para a liga milionária.

Veja a classificação final na Bundesliga

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.