O presidente executivo da NOS, Miguel Almeida, acusou hoje a Nowo de "grave falta de ética" na negociação sobre os conteúdos desportivos da Eleven Sports, tendo em conta que esta "tem acesso em condições benéficas" aos conteúdos da operadora.

A operadora Nowo é a representante da Eleven Sports em Portugal, a qual detém direitos desportivos como a 'Champions'.

Até ao momento, os três operadores -- Altice, NOS e Vodafone -- ainda não chegaram a acordo para disponibilizar conteúdos desportivos da Eleven Sports.

"Consideramos muito surpreendente esta linha de atuação da Nowo", afirmou Miguel Almeida, que falava no debate "Estado da Nação das Comunicações", no âmbito do 28.º congresso da APDC, que hoje termina em Lisboa.

"Desde o primeiro minuto", a Nowo "tem acesso em condições benéficas" aos conteúdos da NOS, prosseguiu o gestor.

"E agora resolve por interesses comerciais ter um conteúdo exclusivo (...), no mínimo, é uma grave falta de ética corporativa e é um prejuízo para os nossos clientes", apontou o gestor, recordando que, em relação aos conteúdos, sempre tem "defendido ao longo dos últimos anos, por motivos diferentes", o acesso aos mesmos.

Miguel Almeida, que adiantou que nunca falou com qualquer responsável da Eleven Sports, disse que a operadora de telecomunicações já apresentou "várias propostas comerciais", mas que foram "rejeitadas sem contraproposta".

"Não vamos desistir, vamos tentar chegar a acordo comercial. Se não for possível, vamos atuar numa lógica física de ação/reação", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.