O atacante do Crystal Palace, Wilfried Zaha, ofereceu alojamento gratuito a pessoal médico que se encontram a lutar contra o coronavirus nas suas propriedades em Londres.

O internacional costa-marfinense de 27 anos é a mais recente personalidade do mundo do futebol a oferecer alojamento, depois da antiga estrela do Manchester United, Gary Neville e do dono do Chelsea, Roman Abramovich.

Zaha, que recebe mais de 160 mil euros por semana no clube, assumiu de bom grado o repto, dizendo que tinha amigos a trabalhar no NHS (o serviço nacional de saúde do Reino Unido) e que poderia fornecer acomodação para o staff que não conseguisse regressar a casa depois dos seus turnos.

O jogador do Palace tem um portefólio de perto de 50 propriedades em Londres, incluindo em Notting Hill. Os apartamentos são normalmente utilizados por clientes corporativos mas com as viagens a serem fortemente restritas não há muita procura nesta altura.

"Se fazes o bem, o bem vem ter contigo", disse Zaha, citado pelo jornal inglês 'The Times' este sábado. "As minhas intenções são claras eu só quero ajudar sempre que possa, principalmente numa altura tão complicada como esta. Profissionais de saúde, falem comigo. Já recebemos feedback e é isso que nós queremos".

O seu sócio Obi Williams disse que já foram contactados pelo staff de dois hospitais londrinos.

"Todos os que possam ajudar e fazer a sua parte têm de aparecer e ajudar", disse Williams.

Neville, agora comentador de televisão, ofereceu os 176 quartos de dois hotéis de Manchester dos quais é sócio, incluindo um ao lado de Old Trafford - e apelou aos futebolistas para seguirem o seu exemplo, enquanto que o milionário russo Abramovich convidou o pessoal médico para os 72 quartos no hotel em Stanford Bridge.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.