O Petro de Luanda sagrou-se hoje, sábado, no estádio dos Kurikutelas, arredores da cidade do Huambo, campeão nacional de futebol masculino em sub-20, vencendo, na final, a Academia de Futebol de Angola, por 3-1.

Os “tricolores”, que não conquistavam o troféu desde 2012, venceram todos os jogos que disputaram nesta 25ª edição do campeonato nacional, eliminando, inclusive, o 1º de Agosto (2-0), seu maior rival e finalista vencido da edição passada.

No reeditar da final do provincial de Luanda, também ganha pelo Petro de Luanda, ambas formações apresentaram-se em muito bom plano, tanto na vertente táctica como na física, praticando um futebol vistoso que fazia lembrar um jogo de equipas seniores.

Os minutos iniciais foram de ligeiro domínio dos “académicos” que, aos 4 e 6 minutos, desperdiçaram lances eminentes de golo, por Mucuaia e Yuri. Os “tricolores” inauguraram o marcador, aos 9 minutos, por intermédio de Benvindo, ao desviar, dentro da área, um cruzamento de Picas.

Daí em diante, a superioridade dos campeões veio ao de cima, porém sem criar perigos, terminando a etapa inicial com vantagem tangencial. A segunda parte começou do mesmo modo que a primeira, com a Academia de Futebol de Angola a entrar mais pressionante, em busca da igualdade.

Aos 63 minutos os “tricolores” reagiram com força, através de Ary, que rematou ao poste, e um minuto depois Picas obrigou o guarda-redes contrário a uma defesa arrojada, dois lances que colocaram fim ao ascendente dos “académicos”.

Aos 65 minutos o Petro de Luanda ampliou a vantagem, com novo golo de Benvindo, ao aproveitar, dentro da área, uma bola mau desviada pelo guarda-redes, depois de defender um remate de Picas.

Apesar da desvantagem, a Academia de Futebol de Angola continuou a disputar o jogo de forma intensa, o que lhe permitiu chegar ao golo, aos 74 minutos, através de Lussivica, na conversão de uma penalidade, castigando falta sobre Mucuaia, que aos 70 e 73, desperdiçou dois lances dentro da área.

O Petro de Luanda sentenciou o resultado depois do tempo regulamentar (90+2), por intermédio de Telmo, num momento em que o jogo continuava dividido, com as duas equipas apostadas ao ataque.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.