Um golo de Manucho Dinis, aos 73 minutos, bastou para que o Desportivo da Huíla se qualifica-se, esta quarta-feira, para a final da Taça de Angola, ao vencer, no Lubango, o Interclube, nas meias-finais da segunda maior prova do futebol nacional.

Trata-se da terceira final da equipa huilana desde que foi fundada em 1998.

A primeira ocorreu em 2002 e, na altura, o Desportivo da Huíla perdeu para o Petro de Luanda por 3-0. Já a segunda ocorreu em 2013, com o mesmo adversário, e terminou com uma derrota pela margem mínima (1-0).

A equipa sensação do Girabola 2018/19 (inédito terceiro lugar) defronta na final, sábado, o 1º de Agosto que também esta quarta-feira eliminou o Petro de Luanda.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.